Dia do Pagamento.

Todo mês é aquele fole
Um puxa encolhe, danado,
Lá na fila do banco,
Seja preto ou seja branco
Pra receber um minguado,
Tem gente que lá madruga
Outros chegam ao amanhecer
Uns trazem café com pão
Outros vão pra padecer
Umas com filho na barriga
Outros fazendo intrigas
Para o lugar não perder.
Falam sobre novelas
Também sobre o “Brasileirão”
Brigam com o fura fila
Também chamado de furão.
Comentam crimes horríveis
Fazem projetos infalíveis
Mas uns só prestam atenção.
Quando abre a porta
Entra uma multidão
Quem for fraquinho
Vai à base do empurrão
Pra uns, sofrimento
Pra outros, diversão.
Quando começa a esquentar
De vez em quando uma flautulência,
Feito com bem prudência
Pra ninguém desconfiar.

Wilson Quadros

Anúncios

5 pensamentos sobre “Dia do Pagamento.

  1. Parabéns! Por retratar em prosas e versos a realidade de ser professor neste país. O texto está bem criativo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s